SEARA DA CIÊNCIA

CÉSAR LATTES

O físico brasileiro Cesare Mansueto Giulio Lattes nasceu em Curitiba no dia 11 de julho de 1924. Formou-se em Física na Faculdade de Filosofia e Ciências e Letras da USP, em 1943. Logo iniciou suas pesquisas, sob a orientação de Gleb Wataghin.

Em 1947, trabalhando em raios cósmicos na Inglaterra com Cecil Powell e Giussepe Occhialini, descobriu uma partícula prevista por I. Yukawa, o méson pi, fundamental no entendimento da estabilidade do núcleo atômico. No ano seguinte, colaborando com Eugene Gardner no acelerador da Universidade da Califórnia, produziu artificialmente a mesma partícula.

De volta ao Brasil, em 1949, criou, junto com outros colegas, o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas que logo se tornou um importante centro formador de cientistas. Sua influência foi preponderante na criação do Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq), que ainda é o maior financiador de pesquisas no país.

Em 1962, participou do grupo que fundou a Universidade de Campinas, para onde se transferiu e onde trabalha ainda hoje. A Unicamp logo se tornou um importante centro de pesquisa e ensino e seu Departamento de Física é um dos mais conceituados no país.

Lattes recebeu inúmeras comendas e medalhas e o CNPq criou um sistema completo de acompanhamento e informação sobre o estado da pesquisa no Brasil ao qual deu o nome de Sistema Lattes, em homenagem ao grande cientista brasileiro.

O curitibano morreu de parada cardíaca no dia 8 de março deste ano, no Hospital das Clínicas da Unicamp, universidade que ele ajudou a fundar e onde ensinou por quase 20 anos.