( Parte da capa do "Diálogo sobre os Sistemas do Mundo", de Galileu Galilei, 1632. ) SEARA DA CIÊNCIA

A Pressão Atmosférica

O que é pressão?

Antes de falarmos sobre a pressão atmosférica vamos dizer o que é pressão.
Temos um butijão rígido de metal contendo um gás como aquele que usamos na cozinha. Na figura, as moléculas do gás são representadas por pontinhos em movimento constante. É claro que o número dessas moléculas é tremendamente grande mas, para nossos fins, basta ver algumas delas, como na figura.
Imagine que há, dentro do gás, uma superfície rígida de metal. Essa folha de metal pode existir realmente ou ser apenas imaginada por você, tanto faz. Na figura, vemos essa folha de lado, por isso parece um traço. Ela é continuamente atingida, de ambos os lados, pelas moléculas do gás. Cada choque faz uma pequena força sobre a superfície e, somando todas as pequenas forças, vemos que a folha de metal está sendo empurrada (ou pressionada) pelas moléculas. Acontece que, em média, o número de choques de um dos lados é igual ao número de choques no lado oposto. Portanto, a força exercida pelo gás sobre um dos lados da superfície é igual à força sobre o outro. Com isso, a folha de metal fica em equilíbrio.

Pois bem, vamos chamar de pressão do gás a força feita sobre um dos lados dividida pela área da folha.

É claro que a pressão sobre a folha é a mesma em cada lado, o que faz com que ela não se abale de seu lugar. Reina, dentro do gás, um equilíbrio dinâmico. Agora, com um pouco de imaginação, você vai concordar com as seguintes afirmações:

- A pressão é a mesma em qualquer posição dentro do butijão. Como o gás está bem distribuido dentro do butijão, não há razão para que a pressão em um ponto seja diferente da pressão em outro ponto. Se isso acontecer, por acaso, as moléculas rapidamente se redistribuem de modo a homogeneizar a pressão.

- A força não depende da orientação da folha. Na figura, desenhamos uma folha inclinada mas, a pressão seria a mesma se ela estivesse horizontal ou vertical ou de qualquer outro jeito.

- A pressão é a mesma sobre as paredes do butijão ou sobre qualquer superfície dentro do gás.

Do lado de fora do butijão, estão as moléculas do ar atmosférico, elas também em constante movimento, bombardeando as paredes externas com seus pequenos choques. Em outras palavras, o ar exerce uma pressão sobre as paredes externas do butijão. Essa pressão é a pressão atmosférica. Normalmente, ela é menor que a pressão do gás no interior do butijão. As paredes de metal do butijão precisam ser suficientemente rígidas para resistir a essa diferença de pressão.

Como a pressão é uma força por área, a unidade usada para ela pode muito bem ser o quilograma-força por metro quadrado (kgf/m2). Ou o quilograma-força por centímetro quadrado (kgf/cm2). Ou ainda, a libra-força por polegada quadrada, usada para indicar a pressão dos pneus de carro.

Deu para entender? Pois muito bem, com essas informações podemos, agora, dar mais detalhes sobre a pressão atmosférica.


A experiência de Torricelli. O barômetro.

Que força o ar atmosférico faz sobre nós?

Variação da pressão com o local, o tempo e a altitude.

Demonstrações interessantes e dramáticas da pressão atmosférica.